Formas Nominais: Saiba tudo sobre

Você deve se lembrar que o verbo é uma das classes gramaticais que mais sofre flexões  de número, modo, pessoa, tempo e voz e também exprime ação ou mudança de estado. Sendo assim, é importante sabermos o que são e quais são as formas nominais do verbo.

O que são formais nominais?

Quando o verbo assume o papel de um adjetivo, advérbio ou substantivo ou apenas se comporta como eles dá se o nome de formais nominais.

Logo abaixo você conhecerá as três formas nominais do verbo e quando usá-los.

Quais são as formas nominais do verbo?

Infinitivo

É o verbo sem conjugação, ou seja, é exatamente como nos referimos a ele. Esta forma nominal pode estar na primeira conjugação (AR), segunda conjugação (ER) e terceira conjugação (IR).

Alguns verbos no infinitivo: amar, ser, partir, ir, andar, chegar…

Exemplo:

  • No entanto, eu gostava mesmo era de partir.
  • Esquecer é uma necessidade.

O infinitivo também pode ser pessoal, quando o verbo se relaciona a uma pessoa, ou impessoal, quando o verbo não está relacionado ao sujeito:

  • Eu quero aprender mais sobre leis. (Infinitivo pessoal)
  • Aprender sobre leis é importante. (Infinitivo impessoal)

Gerúndio

Conhecida pela terminação “-NDO”, o gerúndio indica uma ação verbal longa, de continuidade e pode vir acompanhada de um verbo auxiliar.

Alguns verbos no gerúndio: fazendo, amando, andando, chegando, sendo…

Exemplo:

  • Ao longe, o vento vai falando de mim.
  • Mesmo não sabendo que era amor, sentiam que era bom.

Aproveite e saiba mais:

Formação do gerúndio

Terminação do gerúndio na 1.ª conjugação: -ando
Terminação do gerúndio na 2.ª conjugação: -endo
Terminação do gerúndio na 3.ª conjugação: -indo

Exemplos de verbos no gerúndio – 1.ª conjugação:

  • andando (verbo andar)
  • estudando (verbo estudar)
  • brincando (verbo brincar)
  • amando (verbo amar)
  • falando (verbo falar)
  • começando (verbo começar)
  • saltando (verbo saltar)

Exemplos de verbos no gerúndio – 2.ª conjugação:

  • vivendo (verbo viver)
  • lendo (verbo ler)
  • aprendendo (verbo aprender)
  • sabendo (verbo saber)
  • vendo (verbo ver)
  • esquecendo (verbo esquecer)
  • dizendo (verbo dizer)

Exemplos de verbos no gerúndio – 3.ª conjugação:

  • ouvindo (verbo ouvir)
  • saindo (verbo sair)
  • indo (verbo ir)
  • agindo (verbo agir)
  • rindo (verbo rir)
  • caindo (verbo cair)
  • abrindo (verbo abrir)

formas nominais

Particípio

Terminada em “ADO” e “IDO”, essa forma nominal traz uma conclusão a ação verbal, uma ideia de finalização. Também pode ter flexão em gênero e número caso seja usada como um adjetivo (IDA, IDAS, ADA, ADAS).

Alguns verbos no particípio: Ido, partido, amado, chegado, andado, sido, tido…

Exemplo:

“É mais fácil amar que ser amado” (Paulo Coelho).

“Só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido” (Fernando Pessoa).

Particípio Curto (Irregular) e Longo (Regular)

A maioria dos verbos tem apenas uma forma de particípio. Há no entanto alguns verbos que apresentam duas formas para o particípio: o particípio curto (irregular) e o particípio longo (regular).

Exemplos de verbos nestas circunstâncias são:

  • entregar: entregue e entregado
  • salvar: salvo e salvado
  • pagar: pago e pagado
  • gastar: gasto e gastado

O particípio curto deve ser utilizado quando o verbo auxiliar é ser ou estar, em voz passiva.
O particípio longo deve ser utilizado quando o verbo auxiliar é ter ou haver.

Exemplos:

  • Eu já tinha entregado o meu trabalho quando descobri o erro.
    O meu trabalho foi entregue ontem.
  • Obrigado por ter aceitado o nosso convite.
    O convite foi aceito com todo o prazer.
  • Eu já houvera pagado quando me exigiram novo pagamento.
    O bilhete estava pago quando me exigiram novo pagamento.

Gostou ! Aproveite e compartilhe.

Rate this post